FLUTD:O ABC do Felino Obstruído


Sabemos que a doença do trato urinário inferior dos felinos possui várias etiologias,mas o quadro emergencial é bem característico e comum.

Quando nos deparamos com um felino obstruído,muitas vezes pensamos logo em anestesiá-lo e sondá-lo o quanto antes.Esquecemos que o mesmo pode estar a dias sem urinar,com um grande desequilíbrio eletrolítico,alta desidratação,com uma insuficiência renal aguda e o pior,prestes a um colapso cardíaco devido a hipercalemia.
Entretanto,a primeira lembrança deve ser o ABC de emergência:”A” de ar(via aérea patente),”B”(boa respiração) e “C'(circulação).Rapidamente os parâmetros vitais devem ser verificados como a coloração das mucosas,a frequência cardio-respiratória e pulso.O animal deve receber oxigênio direto via máscara,tenda com um colar-elizabetano ou em uma câmara.
A fluidoterapia deve ser instituída prontamente,indica-se normalmente a solução fisiólogica ou ringer-lactato para a ressuscitação,aumentando a perfusão renal.O ideal é que o paciente seja acompanhado por eletrocardiógrafo e aferição de pressão central,evitando assim uma sobrecarga de fluido e íons.
O próximo procedimento, que é de suma importância,consiste na cistocentese,que deve ser feita antes de qualquer manobra de desobstrução uretral.O método é simples e dificilmente acarreta complicações,em vista que a bexiga nesses casos é facilmente palpável.Somente com a retirada desta urina represada na vesícula e com a soroterapia bem assistida,podemos salvar a vida de um felino obstruído,por que assim damos condições de os rins voltarem a “funcionar”,diminuindo os danos da azotemia pós-renal outrora instalada.
Concluindo-se esta primeira etapa emergencial,podemos preparar a sondagem vesical.Para isso nosso paciente deve estar sedado ou anestesiado superficialmente,nunca deve-se tentar esse procedimento “a força”,somente com contensão física,jamais!Pois a chance de perfuração e laceração uretral e peniana é grande.O proporfol é muito bem recomendado,mas pode-se utilizar anestésicos voláteis e dissociativos em doses mínimas.
O processo deve ser o mais asséptico possível,lavando-se previamente a região com soluções degermantes e usando-se luvas estéreis,diminuindo-se o risco de infecções urinárias iatrogênicas.O procedimento deve ser feito com cautela e paciência,não é necessário usar de força.Uma massagem na uretra peniana é importante,a maioria das obstruções ocorrem nessa área,podendo assim facilitar o desalojamento de tampões.Com um gel lubrificante a base de água,introduz-se a sonda gradativamente,o pênis deve ser extendido em direção caudal para que fique paralelo ao eixo da coluna vertebral,para assim diminuir a curvatura normal da uretra felina.Sentindo-se resistência,injetamos solução salina para a remoção de microcálculos e/ou plugs.
Na maioria dos casos,a sonda deve ser fixada.Dependendo do quadro de estrangúria,ela pode permanecer por até 48 horas.Durante este período a bexiga deve ser” lavada” com solução salina.É necessário que no período de pós-obstrução a fluidoterapia seja continuada ,com o cuidado de acrescentar o cloreto de potássio às soluções,combatendo à hipocalemia pós-obstrutiva.
Nos casos em que a sondagem não logrou éxito,a cistocentese pode ser repetida até duas vezes por dia,por no máximo 3 dias,até que que a manobra definitiva, cirúrgica ou não,possa ser realizada.
O controle da dor é fundamental,o Tramadol é muito bem utilizado.Cuidado com os anti-inflamatórios não esteróides,é muito perigoso usá-los em gatos obstruídos devido à debilidade da função renal.O ideal que se espere alguns dias para entrar com um protocolo à base de DAINES,caso necessário.Corticóides como a prednisona ,podem ajudar em casos de extrema inflamação uretral e estenose,entretando também podem piorar o quadro de disfunção renal e predispor o animal à infecções urinárias oportunistas,um gato enquanto sondado não pode receber corticóide.
Os antibióticos foram muito usados antigamente,mas atualmente sabemos que apenas 2% dos casos de FLUTD são devidos à infecções,comumente a urina é asséptica.A hematúria é devido a inflamação e a vasodilatação na mucosa da bexiga e não a processo infeccioso.Se o processo de sondagem foi com todos os cuidados de higiene ,não há motivos para a antibioticoterapia.Se houverem dúvidas em relação a isso,o recomendado é iniciar o fármaco depois da retirada da sonda,podendo-se basear em um resultado de cultura urinária.
Sabemos que todos nós poderemos ter vivências diferenciadas,com protocolos distintos e opiniões diversas.Mesmo não seguindo-se os guias(guideliness)recomendados pelos inúmeros estudos podemos ainda salvar vidas,porém,se os seguimos salvaremos muito mais!
O importante é conhecer também a multifatorialidade desta síndrome,sabermos as etiologias possíveis e investigar cada caso,trabalhando com a anamnese,exame clínico,laboratoriais e de imagens.
13 respostas
  1. Alison
    Alison says:

    Muito bom…casos de FLUTD são muito comuns na clínica e saber fazer a abordagem emergencial é preciso nesse e em muitos casos. Falando em emergência gostaria de ver algo sobre por aqui…
    Abraço

    Responder
  2. Theófila
    Theófila says:

    Dr. Reginaldo, parabéns pelo blog…
    Não sou VEt, sou "mãe" de dois felinos e dois cães que amo de paixão…

    Gostaria de sua opinião (sem comprometê-lo éticamente) sobre o atendimento que um dos meus filhotes, o Yuri, um gatão de seis anos, castrado, pesando 5,4K, teve durante uma crise de obstrução urinária.
    Desculpe-me se estou sendo inconveniente e sinta-se à vontade para apagar meu comentário e não respondê-lo se achar indevido.

    Notei que o Yuri sentia dificuldade em urinar, e quando conseguia, saia apenas umas gotinhas. Moro no interior de Pernambuco, e só há VET na cidade mais próxima. No desespero, dei um diurético ao Yuri, de uso humano. Minutos ou + ou – uma hora depois ele urinou bem mais que antes, deu uns passos adiante e caiu em convulsão. Liguei para clínica e o VEt não estava mas me mandaram levá-lo e entraram em contato como médico. Quando cheguei, o médico VET perguntou sobre os sintomas (Yuri havia tdio uma crise meses antes, e foi tratado com DOXIFIN, durante dez dias, sem que tivessem sido feitos exames…), anestesiou o Yuri e foi colocar a sinda. Disse que estava muito obstruido. Forçou bastante. Demoroou entre 20 a 30 minutos aquele procedimente, até que a sonda entrou. Saiu sangue. A assistente injetou várias vezes soros na bexiga do Yuri até que o saisse o mais limpinho possível. Retirou a sonda. E o VEt receitou mais DOXIFIN, para ser administrado de 12 em 12 horas, 1/4 do comprimido.
    Mais uma vez sem nenhum exames de sangue ou de urina. Trouxe o Yuri e ele tem urinado melhor. Mas quando faz xixi lambe muito o pênis como se doesse…
    Fiquei intrigada com a falta de exames, e voltei na clínica dias depois. Perguntei ao atendente se eles faziam exames… se tinham equipamento pra isso, e ele respondeu que sim.
    Ms conversando com algumas pessoas fui informada que a clinica não possui aparelhos para exames de sangue.

    O VET esteve aqui em casa para retirar os pontos da Ayla, minha gatinha que fez esterectomia (tive que levá-la à Caruaru porque os três únicos VETs que atendem na cidade vizinha se recusaram porque a Ayla só tinha 5 meses, mandaram que eu esperasse ela completar ao menos 8), e ele viuo Yuri. Expliquei que o Yrui estava urinando melhor, mas que se lambia muito depois de urinar e ele disse que era normal. Que eu devia esperar o antibiótico fazer efeito. Não tive mais coragem nem condições financeiras de levar o Yuri lá outra vez. Mas pra ser sincera, esperava que fossem feitos exames pra saber o que realemnte o Yuri tem.

    Por favor, Dr. Reginaldo, não estou pedindo diagnóstico, apenas sua opinião sobre que providências tomar.
    Como o lugar onde moro não tem recursos para um tratamento adequado, nem tenho encontrado isso na cidade vizinha, não sei o que fazer. Pensei em dar chás… mas tenho medo de tudo.

    Grata pela compreensão.

    Responder
  3. Reginaldo Pereira
    Reginaldo Pereira says:

    Querida Theófila,a base mínima de exames em caso de FLUTD é um sumário de urina e um exame de imagem(radiografia e/ou ultra-som).Converse com o colega veterinário.É importante tentar descobrir a causa da obstrução.Abraço!

    Responder
  4. Theófila
    Theófila says:

    Muito obrigada pela compreensão e disponibilidade em responder-me!

    Estive hoje na clínica e infelizmente o VEt está viajando. Procurarei por ele outro dia. Mas acho que a troca da ração tem surtido efeito.
    Yuri está até brincando, coisa que ele não fazia há tempos…
    Mais uma vez, obrigada e parabéns pelo blog… estou acompanhando!
    Abraço.

    Responder
  5. Maryhelp
    Maryhelp says:

    Caro doutor primeiramente gostaria de parabenisa-lo pelo blog.
    Bem ! Tenho um gato pelo curto brasileiro, não castrado de 08 anos.
    Ele teve varias complicações pois a vet realizou 2 pulssões e não sei se o fato de ter feito sem anestesia complicou o quadro pois, ele se mexeu muito e agulha saiu varias vezes.
    Bom o quadro dele evolui para de estável para muito grave onde, saia liquido com cheiro de xixi dos buracos feitos pela agulha e ficou segundo ela com barriga d´agua…sofreu muito ate que procurei outra vet que cuidou dele e o "ressuscitou" e o sondou. Permaneceu com essa sonda por 3 dias sendo sondado de novo mais 2 pois o penis dele estava muito inchada e ele não estava fazendo xixi. Ele tomou tantos remédios que não consigo mais dar nada a ele pois tem muito resistência. Bem para finalizar ele depois de um mes de tratamento tem dificuldades imensa de urinar sozinho precisando que eu faça a massagem e aperte um pouco para que ele consiga urinar com chatos bem fininhos até evoluir para constantes, porem sozinho ele não consegue. já falei sobre isso com a vet e foi prescrevido um remédio manipulado de nome Disol
    O que na sua opinião devo fazer pois além do sofrimento dele não me envergonho de dizer que ja gastei com ele o que eu não tenho e sem êxito. Estou um pouco apavorada pois estou de ferias que terminal fim de mes e não vou mais ter tempo e to com medo de voltar tudo de novo ou pior.
    Desde ja agradeço pela atenção

    Responder
  6. Aninha B.
    Aninha B. says:

    Olá, Dr. Meu gato teve alguns espisódios de FLUTD há cerca de um ano, foi submetido à cirugia, depois da remoção sem sucesso (não foi suficiente e o machucou muito) de vários cálculos via sonda. Sua recuperação foi difícil e o mesmo quase foi à óbito. Desde então o tratamos com ração especial para o trato urinário, a caixa higiênica que antes era com areia agora tem sílica, pois assim nos foi recomendado. Além disso, ele toma uma homeopatia (coccus cacti) indicada naquela ocasião que seria importante manter constantemente. Temos um casal de felinos e em 4 anos de convivência, com nenhum deles castrados, nunca verificamos sucesso na cruza e somente agora a fêmea deu cria (todos morreram) e, na ocasião da cesárea (ela não conseguia dar à luz) já foi castrada. Desde então nosso gato tem constantemente insistido em cruzar com ela e passou a urinar em locais inapropriados. Sei que a castração pode levar à obesidade e ociosidade do felino, mas o desgaste do gato buscando a cruza constantemente, sem sucesso, também não pode lhe fazer algum mal, tendo em vista seu quadro? Já conversamos com a veterinária dele, que colocou que é uma alternativa a castração, embora não seja o mais recomendado, mas outra veterinária que tomou conhecimento da situação também referiu que a cruza pode baixar sua imunidade, aumentando a propensão a novos quadros de problemas do trato urinário… Acabamos ficando confusos e sem saber até que ponto mantê-lo assim, sem castrar e sem conseguir cruzar com a fêmea, está sendo algo positivo para ele. Sem desrespeito aos seus colegas, mais na busca de ouvir mais um especialista, o senhor teria alguma orientação neste sentido? Desde já, grata pela atenção.

    Responder
  7. Reginaldo Pereira
    Reginaldo Pereira says:

    Aninha,você deve castrar o macho também,sem dúvida nenhuma.Isto não piorará o quadro de FLUTD.
    Querida Mary,perdão por respondê-la tão tardiamente,mas infelizmente alguns procedimentos que foram feitos nele foram equivocados,na minha opinião.Provavelmente o caso dele deverá ser cirúrgico.

    Responder
  8. lizianne
    lizianne says:

    Olá Doutor, estou há 10 dias com uma gatinha de uns três meses que encontrei completamente machucada. Levei a clinica, fiz um raio x que constatou fratura de quadril, a veterinaria disse que ela é muito pequena para cirurgia (1kg), resolvi por minha conta fazer um ultrassonografia e constatou-se que ela esta com uma obstrução uretral,os outros orgãos estão em perfeito estado. De dois em dois dias levo-a até a clinica e a vet retira a urina com o auxilio de uma seringa, pela barriga. Dependendo da forma como ela se movimenta sai um pouco de xixi.A vet disse que não há o que fazer mas eu não acredito. Por favor ajude-me!

    Responder
  9. margarito
    margarito says:

    e a vet retira a urina com o auxilio de uma seringa, pela barriga. Dependendo da forma como ela se movimenta sai um pouco de xixi.A vet disse que não há o que fazer mas eu não acredito. Por favor ajude-me!

    Responder
  10. Fernanda Catti
    Fernanda Catti says:

    Olá Doutor, Parabens pelo seu blog !!
    Bom, o meu gato de aproximadamente 10 meses, estava com dificuldades ao urinar, e quando conseguia urinava pinguinhos de sangue, após alguns dias, ele estava bem inxado, com as bolinhas do olho trémulas, imóvel, levamos-o ao vet e o dr mediu a febre, fez uma masagen e conseguiu retirar muito xixi que estava nele, deu uma enjeção, e um remédio pra tomar em casa… após 2 meses repetiu-se o quadro e retornamos la, nessa vez ele fez masagen, retirou a urina, sedou e colocou uma sonda, e fez uma lavagem com soro fisiológico na bexiga dele, saia líquido e uma areia junto,e nos encomendou uma ração muito cara, que é a que ele esta comendo…Ele é Siamês e o irmãosinho dele esta com o mesmo problema… Ele disse que nao precisa de cirurgia, mas isso aconteceu e é a segunda vez ja … devo confiar ? e eles podem ser castrados ? Aguardo sua resposta, beijos Obrigada

    Responder
  11. ~R
    ~R says:

    o meu gatinho esta a algumas horas fica abaixado como se fosse fazer xixi mais so sai algumas gotas, ainda nao vejo sangue na urina dele, e fica lambendo a regiao genital aqui na minha regiao nao tem muitos veterinarios e as q eu perguntei cobravam muito caro so a consulta e 40 aida tem raio x e tudo mais, e ate me falaram que nao podia fazer nada por favor doutor me ajude! como posso ajudar ele ? aguardo resposta.

    Responder
  12. Cantora Rose Garcia
    Cantora Rose Garcia says:

    Olá,Doutor!
    Tenho um gatinho de 6 anos que parou de urinar e como estava com a bexiga muito inchada e muito obstruído,foi direto para a cirurgia e retiraram seu pênis. Após 30 dias de operado,levei para tirar os pontos e reclamei que ele estava indo com mais frequencia na caixinha sanitária e percebi umas gotinhas de sangue misturadas na urina dois dias antes de levá-lo para revisão na clínica. O veterinário disse que ele estava obstruído de novo,pois houve um fechamento parcial da uretra e disse que ele precisará abrir tudo de novo e fazer a mesma cirurgia que ele fez 30 dias atrás novamente. Mas,apesar do estreitamento parcial,ele voltou a urinar bem,está ótimo e a bexiga não está cheia!(O vet apalpou e disse que a bexiga estava vazia). Será necessária uma nova intervenção cirúrgica,mesmo com ele conseguindo urinar? Será que ele pode viver com esse estreitamento sem complicações? O que faço?

    Responder
  13. Estamparia Fênix Uruguaiana
    Estamparia Fênix Uruguaiana says:

    Boa noite, doutor.

    Não estou pedindo diagnóstico, só quero esclarecer com você o que a VET não se empenhou em explicar-me.
    Meu gato tinha cálculo renal, foi submetido a sondagem uretral. E depois a ultrasom para ver se ainda tinha pedras tanto na bexiga quanto nos rins. Não tem mais nada, mas ainda há dificuldades em urinar, o sam (gato), fica na caixinha mas não faz xixi, é normal? Pois esse processo de lavagem na bexiga e sondagem, demora para ter resultados?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *