Infecção por Tritrichomonas



Tritrichomonas foetus é um protozoário parasita intestinal,que pode causar quadros diarréicos severos em gatos.Muitas vezes com difícil e decepcionante tratamento.

É um parasita flagelado semelhante morfologicamente com a Giardia sp, que coloniza principalmente o cólon,e se reproduz por fissão binária.A transmissão é principalmente oral por contado com as fezes e fômites de animais contaminados.Ambientes com alta densidade populacional,como gatis e abrigos são os mais problemáticos em relação à epidemiologia.Gatos confinados são os mais afetados,podendo ser acometidos por outros parasitas concomitantemente,o que dificulta o tratamento e profilaxia.
Os sinais clínicos mais comuns são:Diarréia de intestino grosso,com o tenesmo,muco e sangue-vivo nas fezes,dor ao defecar,edema anal,incontinência fecal.Muitas vezes a diarréia é crônica,persistente e resistente a muitos medicamentos antibióticos e antiparasitários.Pode haver perda de peso mas não é comum.Gatos jovens de até um ano de idade são os mais afetados,porém,adultos imunossuprimidos ou em condições sanitárias precárias podem vir a manifestar a sintomatologia.
O quadro diarréico pode perdurar por meses.Alguns animais curam-se sem tratamento,mas permanecem eliminando o protozoário no ambiente.Pode ocorrer óbitos por complicações como a desidratação e endotoxemia por bactérias oportunistas.
O diagnóstico pode ser de maneira direta,com microscopia de material fecal,salientando-se a semelhança do parasita com a Giardia e sendo que ,infecções mistas podem ocorrer.Há também método de cultura específico e o PCR,sendo o considerado de maior sensibilidade.
O tratamento não é fácil.Metronidazol e febendazol não são efetivos,mesmo em dosagens altas e prolongadas.O ronidazol é o fármaco de escolha,porém não é ainda licenciado para gatos,podendo causar em determinadas doses:Letargia,ataxia,tremores e até convulsões.Entretando,é o único tratamento considerado efetivo.
Assim,não é incomum encontrarmos quadros quase intratáveis de diarréia em animais de abrigos ou até mesmo gatis.A Tritrichomoníase deve entrar no diagnóstico diferencial desses quadros.O diagnóstico deve ser rápido e o isolamento dos animais acometidos é de fundamental importância.
3 respostas
  1. Unknown
    Unknown says:

    Reginaldo, boa noite. Estou com uma gatinha há 7 meses assim. Ela só tem 9 meses. Já ficou internada 4 meses, sem solução ou diagnostico. Aqui em SP foi dificil encontrar esse principio ativo, porém o achei manipulado na Drogavet. Mas não encontro enhum veterinário que conheça a medicação e a posologia. Encontrei tbem essa medicação em Portugal em comprimidos. Meu problema, o quanto devo dar para uma gata de 9 meses e nem 2 kg? Poderia me ajudar?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *