Modificação Ambiental Multimodal para Tratamento da Cistite Intersticial Felina

Há uma grande similitude entre a cistite intersticial humana e a felina,onde em ambas é visto uma piora dos sintomas em situações de estresse e mudanças ambientais.Tanto em gatos,como em humanos, a quantidade de fibras nervosas sensoriais na mucosa vesical está aumentada,assim como a quantidade de mastócitos,responsáveis pela liberação de histamina,também estão em maior número na bexiga desses indivíduos que sofrem da doença.
Gatos que apresentam repetidamente sinais como:dificuldade e dor ao urinar,periúria(micção em lugares inapropriados),hematúria(sangue na urina),sem a presença de cálculos urinários ou infecção bacteriana urinária,são fortes suspeitos de sofrerem de Cistite Interticial.
Acredita-se que o papel do ambiente é de fundamental importância no desenvolvimento da doença.Animais que vivem confinados em lugares pequenos,monótonos e previsíveis possuem um risco maior em desenvolver a cistite,associado à predisposição genética do indivíduo.Assim como ambientes com muitos gatos,aonde a competição por espaço é aumentada e a possibilidade de conflitos é maior.
Várias enfermidades foram associadas ao estresse ambiental,como problemas comportamentais,obesidade,diabetes,hipertireoidismo e urolitíases.
Na verdade,qualquer mudança no dia-a-dia do gato pode iniciar ou reincidivar uma cistite intersticial.Em um estudo,foi demonstrado o aumento do número de casos de hematúria e estrangúria em gatos na Califórnia,após um terremoto.(Caston,1973)
A “MEMO”,ou Modificação Ambiental Multimodal é um conjunto de medidas ou recomendações ao proprietário de gatos,a fim de diminuir a probabilidade da ativação do sistema de resposta ao estresse do felino.Baseia-se na educação do proprietário,mudanças na relação entre o gato e seus contactantes e outros animais do ambiente,alterações na alimentação,evitando-se situações ou fontes de estresse,além de aumentar a ingestão de água,melhorar a limpeza e o manejo das liteiras,sempre procurando mantê-las em locais calmos e seguros para o gato , montar estruturas e mobílias altas para que o felino possa escalar e “abrigar-se”,aonde eles possam “vigiar” o ambiente,sentindo-se seguros.Tentar resolver os conflitos entre os indivíduos que coabitam o lugar,identificando as “fontes” de estresse e aumentar a interação entre o dono e o gato.
Em um estudo (Buffington et al,2006),46 gatos com histórico de cistite intersticial foram submetidos a MEMO,dentre estes,cerca de 33 animais apresentavam comportamento medroso ou inseguro,e cerca de 25% eram agressivos.A grande maioria não estava sendo tratado com nenhum fármaco.O acompanhamento foi aproximadamente por 10 meses,onde 75% dos animais não apresentaram mais sinais de Cistite Interticial,como hematúria ou polaciúria.Foi observada também uma melhora em outros quadros clínicos associados ao estresse,como problemas respiratórios(tosse e espirro) e dermatites.
Os autores relataram que a MEMO deve ser instituída antes mesmo da terapia farmacológica,ressaltando que nem medicamentos e nem mudança na alimentação são satisfatórias quando utilizadas sem o enriquecimento ambiental.
É importante salientar ao proprietário o caráter multifatorial da doença e que a resposta ao tratamento é totalmente individual,dependente de cada caso.No site www.indoorcat.org encontram-se importantes instruções aos proprietários para ajudar no enriquecimento ambiental.
Um grande abraço e ótimo 2012!
1 responder
  1. Juliana Canova
    Juliana Canova says:

    Boa noite, Dr. Reginaldo! Me interessei muito pelo MEMO. Meus gatos estão vivendo uma situação de muito stress e não sei como melhorar… Eu tinha 2 gatos e 1 cachorro, por anos. Daí em maio do ano passado tive um bebê, e em novembro, meu cachorro morreu e eu adotei um gato. A coisa piorou mais ainda em abril desse ano, qdo abandonaram uma ninhada de gatos e eu recolhi pra doar, mas ficou uma aqui em casa para quem nao achei dono. Estou portanto c 4 gatos e 1 bebê de 1 ano. Meus gatos adultos estão muito nervosos, eles tem 6 anos, a femea esta com lambedura excessiva, alem de agressiva e arisca comigo (e sempre foi um grude), e o macho ta agressivo e fica se masturbando na almofada, embora sejam todos castrados… Como sou de SP, haveria como o sr me indicar alguém ou me ajudar de alguma forma? Obrigada! Abraços

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *