O Estresse e Anormalidades Neuroendócrinas em Pacientes Felinos

Na clínica de felinos,várias doenças estão associadas à distúrbios neuroendócrinos,relativamente comuns devidos a eventos estressantes e mudanças do diário do animal.

A importância da investigação de fatores desencadeantes,principalmente os ambientais,é uma chave mestra para chegarmos ao diagnóstico e principalmente a um tratamento e prognóstico adequado.

A cistite idiopática,como exemplo,já é considerada uma comorbidade,podendo está associada a Síndrome de Ansiedade por Separação,Cardiomiopatia Hipertrófica e Obesidade.Acredita-se que a causa não está relacionada intrinsicamente à bexiga.A exarcebação da resposta simpática à situações de desafio e câmbios no dia-a-dia do gato,dispara um estímulo nas vias do SNS,causando uma maior permeabilidade da mucosa vesical,tornando-a mais susceptível à agressões e inflamações.

Algumas outras enfermidades,como em humanos,também estariam associadas à problemas neuroendócrinos centrais,como a Asma,Doença Intestinal Inflamatória,Atopia e Artrites,muitas podendo ocorrer concomitantemente.

Cada vez mais,o uso de uma terapia associada ao melhoramento e enriquecimento ambiental do felino, trás respostas positivas muito mais rápidas e duradouras,basicamente por diminuir o tônus simpático e a inflamação neurogênica.Alterações no manejo,alimentares,juntamente com a própria educação e instrução dos proprietários são fundamentais no tratamento de doenças como a FLUTD,Asma e Doença Inflamatória Intestinal.

Acredito que o felino ainda paga muito caro pela domesticação.Muitas enfermidades estão fortemente relacionadas à perca de condições naturais e pouca adaptabilidade a manejos impostos.
5 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *